Um olhar de sol

Um olhar de sol

Um vento estranho entre sul e norte, um ligeiro som. Aproxima se lentamente parecem cascos ligeiros de corcel. Será onda de mar ou voo doce de rapace, que quererá ele daqui. O mistério da dúvida que corre ligeira nesse olhar, teu, meu.. .o dia, talvez o brilho quente de um sol que hoje surgiu. A chuva de ontem, a manhã e a tarde. Na noite de outro dia quando a lua se refletia na água e senti o teu abraço na ponte que divide o destina da vida. Desta, da outra, as mãos livres e sós , deambulantes e o seu toque no meu corpo de mil caminhos . Hoje esperar o dia , o mistério para numa noite poder olhar sol no fundo dos teus olhos…

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *