Passos Leves como um beijo

Passos leves como um beijo

Passaram poucos dias, a distância fazia pesar o tempo até a ver de novo. Desta vez ela não o surpreendeu, olhava para o sítio certo da ponte. Viu quando ela chegou, estacionou o carro, saiu, atravessou a ponte de madeira sobre o rio. Nos últimos dias fez-lhe falta aquele beijo leve de despertar, o sabor do café nos seus lábios, um sussurro nos seus ouvidos e o toque da sua pele.
Enfim ela estava ali de novo, deu-lhe dois beijos fugidios, olhando para os lados parecia auscultar o mundo com todos os sentidos. Conversaram das suas vidas, da tarde e noite que passaram juntos. O misto de sensações, a intensidade de cada momento. A menina estava novamente com os olhos tristes, por vezes havia ali um brilho igual ao que ele vira nos olhos dela naquela noite, igual ao brilho feliz e tranquilo daquele acordar sôfrego e diferente.
Contou-lhe melhor o seu curso de vida e pouco a pouco ele ficou a saber que a vida dela também não tinha sido fácil. Por vezes sentia vontade da abraçar, de a beijar ali mesmo, vontade de a proteger daqueles mistérios que a faziam ter receio de estar ali com ele. Mas assim que um lampejo mais carinhoso se acendia nos olhos dele, ela reprimia-o carinhosamente com um olhar de aqui não…
Havia sonho, vontade, intensidade e também mil mistérios por descobrir no olhar que ela lançava no vazio quando a o fumo do seu cigarro se perdia no ar. Ficou a ver a sua figura esguia atravessar a ponte sobre o rio .
Entrou no carro e pensativo , viu todas as imagens desde que a tinha conhecido… no computador, as mensagens trocadas, o olhar terno naquela noite que saíram e de quando em quando o seu olhar perdido no vazio e os seus mistérios.
A sua vida era feita por muitos lugares, muita gente, muitas histórias. Sabia que quando se conhece alguém e se conhece alguém nunca nos chega sozinho. Estacionou o carro e por instinto enviou-lhe uma mensagem , a saudade já tinha chegado…

2 comentários em “Passos Leves como um beijo”

  1. Sei e quero sempre amar com intensidade, como se o mundo amanhã já não coubesse mais e não chegasse para dar tudo o que reservei para ti, sim tu mesmo, tu sabes que é de ti que falo, é contigo que sonho, é do teu corpo que me lembro e é nele que fico mais mulher.

    Hoje, agora e mesmo antes de te olhar, li-te, escutei-te e soube que me irias mudar o mundo. O que sinto por ti não vai passar. O teu sorriso e a forma como me tocas carregam o que preciso. Tu és o que quero, porque é contigo que sei como sou para mim…

  2. Entrou no carro e pensativo , viu todas as imagens desde que a tinha conhecido… no computador, as mensagens trocadas, o olhar terno naquela noite que saíram e de quando em quando o seu olhar perdido no vazio e os seus mistérios.
    A sua vida era feita por muitos lugares, muita gente, muitas histórias. Sabia que quando se conhece alguém e se conhece alguém nunca nos chega sozinho. Estacionou o carro e por instinto enviou-lhe uma mensagem , a saudade já tinha chegado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *